Papa Bento XVI na Hagley Road - Foto: Melissa Becker

Estar em Birmingham e ver o Papa

 

Papa Bento XVI na Hagley Road - Foto: Melissa Becker

O site da polícia alertava: esteja na Hagley Road, no máximo, até as 12h30min. O horário e o trecho exato em que o Papa Bento XVI passaria pela larga avenida, no dia 19 de setembro, era uma incógnita. Mas lá fui eu.

Era a única oportunidade de ver o pontífice a bordo do papa-móvel pelas ruas de Birmingham. Pela manhã, ele havia celebrado a missa de beatificação do Cardeal Newman no Cofton Park, não muito longe de onde eu moro, mas o valor do ingresso e todas as condições para comprá-lo me fizeram desistir sem nem ao menos tentar. O passeio no veículo blindado, inicialmente descartado, foi divulgado pouco antes de Bento XVI desembarcar no Reino Unido.

A estação de trem estava muito calma quando embarquei rumo a Five Ways. Lá, em frente às catracas, cinco policiais. A distância entre a estação e Hagley Road era percorrida com muita calma pelos peregrinos, na maior parte, famílias. Sem tumulto, achar espaço na calçada da avenida não era problema. A questão era saber se o Papa passaria ali ou não.

* * *

"Pope Nope" - Foto: Melissa Becker

Na minha frente, havia uma família irlandesa: pai, mãe e filho, com bandeira. Mas não eram muito amigáveis: quando um senhor se postou atrás da gente e começou a tocar flauta, eles olhavam atravessado. Ao sentir que umas orientais pretendiam se enfiar por onde estávamos, a mãe disse: “This is in the English way“. 

Do lado oposto da rua, um senhor com a camiseta: “Pope Nope”. E foi o único protesto que testemunhei em Birmingham – muito diferente do que ocorreu em Londres (veja as ótimas fotos do Miguel aqui). No Birmingham Post do dia seguinte, descobri que ele era um ativista gay.

* * *

Bandeiras para Bento XVI - Foto: Melissa Becker

Como um repórter comentou comigo pelo Twitter, foi uma recepção “very British” ao Papa. Não vi uma vela. Não vi um rosário. Ninguém cantou (ufa!). Só bandeiras – do Vaticano, principalmente, vendidas a 3 pounds, além de bandeiras de alguns países. De vez em quando, o povo começava a se agitar: e será que lá vem ele? Nada. Helicóptero no céu, batedores percorrendo a avenida. Nada.

Policiais a cada 10 metros junto às grades. Foi o cop na minha frente, bem simpático, quem nos deu o alerta – na verdade, só apontou o dedo quando o papa-móvel apontou na Hagley Road. Acho que ele passou pela avenida por menos de 10 minutos. Seguiu até a frente do Oratório de Birmingham, fundado por Newman, entrou no local, rezou, saiu e deu oizinho pro outro lado da avenida. Entrou num carro preto e passou a toda velocidade no trecho onde eu estava. Posso dizer que vi um senhor de cabelos brancos e vestido de branco, tão rápida foi sua passagem. Pela foto de outras pessoas que estavam “melhor posicionadas”, posso dizer que era o papa.

O papa é aquele pontinho branco com sapatos vermelhos... - Foto: Melissa Becker

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s