Conflitos no centro de Birmingham

No dia 8 de agosto de 2011, o centro de Birmingham, na Inglaterra, foi palco de conflitos, com quebra-quebra e saques. Não estou lá no momento (morei na cidade entre abril de 2010 e fevereiro de 2011), mas acho que nunca vi uma manifestação assim na cidade. Aqui está um resumo do que acompanhei pela mídia local e pelas redes sociais nos dias 8 e 9.

A summary of events relating to #ukriots on Tuesday 9 August http://bit.ly/pMCxSV
guardian
August 9, 2011

* Atualizado no dia 9 de agosto de 2011, às 18h (horário no Brasil)

Situada na região central da Inglaterra, Birmingham foi o
primeiro local fora da capital britânica a registrar tumultos, quebra-quebra e saques ao comércio desde segunda-feira (dia 8). Após uma noite de confrontos, a tensão na área central da cidade volta ao aumentar ao anoitecer desta terça-feira. Novos ataques foram feitos em lojas. Cidades menores da redondeza, como Wolverhampton e West Bromwich, também começam a registrar ocorrências nesta tarde.

Police reporting gangs of youths gathering around the city centre (via @brumpolice)
birminghammail
August 9, 2011
First incident from West Bromwich now on the #ukriots incident map http://bit.ly/pITibm #birminghamriots
guardian
August 9, 2011

O principal shopping center da região, o Bullring, decidiu fechar as portas às 17h, ao invés do horário normal (20h). Pubs também resolveram encerrar as atividades com antecedência. Em fotos postadas por um jornalista no Twitter, há vitrines cobertas por tapumes e um supermercado com uma barricada formada por carrinhos em sua porta, pelo lado de dentro. Pelo mesmo horário, houve relatos da presença de grupos de jovens com capuzes na New Street, principal via do centro e local onde começaram os confrontos da noite anterior.

Mais cedo, policiais prenderam mais cinco pessoas, e uma quantidade de roupas caras foi recuperada em ações nesta manhã. Lojas de celulares estavam entre os principais alvos dos vândalos no primeiro dia, mas pelo menos uma joalheira, uma loja de equipamentos fotográficos e uma unidade da rede McDonald”s tiveram os vidros estraçalhados e mercadoria roubada.
Birmingham Riots 2011 | How it all began… http://www.youtube.com/watch?v=8zRUojIKrn0&feature=share via @youtube
melissabeckerbr
August 9, 2011
No Bullring, a grife Empório Armani foi atacada por saqueadores, que levaram roupas e deixaram manequins quebrados. O chef Jamie Oliver lamentou no Twitter a depredação ao seu restaurante, Jamie”s Italian, no mesmo shopping. Houve a tentativa de sequestro de um ônibus em Priory Queensway (uma das saídas do centro) e, no bairro Handsworth, uma estação da polícia e carros nas ruas foram incendiados. 
Birmingham news: Birmingham City centre violence: Jamie Oliver’s Bullring restaurant smashed up http://bit.ly/mSYnEd
birminghammail
August 9, 2011

Houve a tentativa de sequestro de um ônibus em Priory Queensway (uma das saídas do centro) e, no bairro Handsworth, uma estação da polícia e carros nas ruas foram incendiados.

Em uma coletiva de imprensa na terça-feira, a polícia da região de West Midlands afirmou que as imagens de câmeras de segurança e publicadas em redes sociais ajudariam na identificação dos criminosos, publicou o jornal Birmingham Mail em seu site. Segundo eles, cerca de 800 pessoas se envolveram na onda de saques da noite de segunda-feira, resultando em 133 prisões.

Para alguns frequentadores que estavam no shopping no começo dos confrontos, em entrevista à mídia local, a presença de policiais incitou os jovens a partirem para a violência. Situada na região considerada o berço da Revolução Industrial, Birmingham tem hoje o comércio como motor da economia local. Há temores de que a violência venha manchar sua reputação. Assim como em Londres, há iniciativas tomando forma pelo Twitter para limpar os estragos causados pelo vandalismo na cidade. 

Birmingham news: Twitter organises riot clean up in Birmingham http://bit.ly/pggJAP
birminghammail
August 9, 2011

A “falta de propósito” desses tumultos é aparante – não há ninguém com placas ou faixas de apoio ou contra alguma coisa. Mas vale ler as entrelinhas. As três regiões com a maior porcentagem de desemprego na Inglaterra ficam em Birmingham. Diz Gavin Knight no The Guardian: 

The cutting of youth services in the area is not an excuse to go out and loot shops. However, the younger teenagers drawn into gang activity and petty crime or looting do so in deprived areas of the inner city. Without jobs, any social or educational aspiration, the youth services were a means to distract them.”  

> Para entender um pouco mais:

Since nobody else seemed to want to do it, I put Panic by The Smiths in a blog post: http://andrewdubber.com/2011/08/panic-on-the-streets-of-birmingham/
dubber
August 9, 2011
London riots are not the work of organised gangs | Gavin Knight http://t.co/xyBEf3X vía @guardian
SilviaGal_
August 9, 2011
Como entender os tumultos de Londres http://t.co/ImxCtAM
pnogueira56
August 9, 2011
> Outros links interessantes:
RT @julesmattsson: Journo/photog covering the disorder? NUJ advice http://bit.ly/p4J9hM and reading ‘Live News’ http://bit.ly/pWktLN rec …
paulbradshaw
August 9, 2011
Watch all our Birmingham riot films here http://on.fb.me/qkjTnL
bbcmtd
August 9, 2011

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s